Teletrabalho, uma feliz quebra de paradigma

Estamos vivendo uma crise que vai quebrar uma série de paradigmas existentes, o teletrabalho talvez seja o principal deles. Algumas funções tradicionais não precisam da presença constante do funcionário no ambiente de trabalho e podem, sem muito esforço, utilizar o teletrabalho.

Imagine a situação, o funcionário sai de casa as 7h00 da manhã e demora 2 horas até chegar ao local de trabalho, aonde vai passar as próximas 9 ou 10 horas sem contato com seus entes queridos e, algumas vezes, sem ter condições de parar para se alimentar. Ao final do expediente, são mais 2 horas para voltar pra casa, na qual se chega por volta das 21h00 e a pessoa está tão cansada que não tem tempo para dar atenção a sua família ou mesmo se preocupar com sua saúde física e mental.
Pois é, essa é a rotina de boa parte da população mundial, causando estresse, redução de produtividade e problemas de saúde. Mas existe uma saída que está sendo utilizada neste momento de crise e tem se mostrado conveniente em vários aspectos, tanto no que tange a redução de gastos, quanto ao aumento de produtividade e até mesmo a nível de satisfação dos funcionários, o teletrabalho.

As ferramentas de gestão estão cada vez mais desenvolvidas e tudo o que precisamos para trabalhar está disponível na nuvem. Os sistemas integrados, as reuniões virtuais, o acesso a documentos, tudo foi pensado para ser utilizado a distância.

Para as empresas o ganho é bastante substancial, pois reduz os gastos com escritório, já que não seria necessário tanto espaço físico e infraestrutura para os funcionários, além de ter um ganho de produtividade, por ter empregados com um nível menor de estresse e mais descansados para desenvolver as tarefas do dia-a-dia. Além do mais, não existe fronteiras para selecionar os melhores profissionais, já que estes podem estar em qualquer canto do mundo e mesmo assim desenvolver o seu trabalho normalmente.

Para os empregados o ganho é ainda maior, pois a redução da jornada fora de casa dá a possibilidade de desenvolver atividades que trazem prazer e melhoram o humor, além de ter mais tempo para cuidar da saúde, se relacionar com sua família e amigos, se alimentar de forma correta e até mesmo se capacitar, desenvolvendo novas habilidades e melhorando as já existentes com a utilização das plataformas de ensino a distância.

Tudo isso resulta em mais produtividade, eficiência, melhor clima organizacional e, além de tudo isso, mais lucro para as empresas.
Várias são as funções que podem passar ao teletrabalho, tais como finanças, marketing, jurídico, entre outras. Para tanto, as empresas devem repensar a necessidade de ter os funcionários dentro de seus escritórios e como os ganhos por utilizar o teletrabalho podem melhorar o seu resultado.